Odontologia ABC

Funções da Boca

A boca desenvolve funções variadas e complexas e tem além disso um significado psico-emocional importante. Sua fisiopatologia não pode isolar-se do contexto psicológico e somático do individuo.

A boca é o órgão onde nós dentistas atuamos, daí a importância de conhecermos suas funções e repassar estes conhecimentos aos nossos pacientes, para que possam dar o devido valor não só ao profissional de odontologia como valorizar seu próprio órgão, cuidando e mantendo-o em bom estado. Vamos então conhecer algumas destas funções.

Funções da Boca

Comunicação - Uma das primeiras formas que os homens usaram para se comunicar foi a boca, fosse por meio de gritos, rugidos ou qualquer outro som que pudesse emitir. Daí podemos passar para a segunda função justamente em decorrência desta primeira.

Fala - Com a evolução o homem chegou a linguagem falada, que até hoje é usada por todos nós, porém para que isto aconteça, além de outros órgãos, a boca, a língua, os dentes e os lábios exercem funções importantes para que a linguagem falada possa se concretizar.

Procure habituar a criança a cuidar dos dentes, ensinando e incentivando-a a escovar corretamente. Evite comentar assunto relacionado com tratamento dentário que possa vir a causar algum tipo de trauma ou medo do dentista. Procure levar a criança ao dentista regularmente para que ela possa se habituar com o ambiente de um consultório dentário. A troca dos dentes de leite pelos dentes permanentes deve ser acompanhada por um profissional, ele poderá diagnosticar prematuramente qualquer anormalidade.

A boca forma a caixa acústica para que o som possa ser emitido e em conjunção com a língua, dentes e lábios dão os diferentes sons característicos de cada palavra. Pessoas com ausência dos dentes anteriores ou completamente desdentados tem dificuldades em pronunciar determinadas palavras que contenham "t" ou "d", por exemplo.

Deste ponto partimos para a terceira função correlata.

Dicção - Pessoas com problemas de oclusão (mau posicionamento dos dentes), deformação do palato (caixa acústica alterada), ausência de dentes, problema no freio lingual, têm dificuldades na dicção necessitando muitas das vezes de recorrer a especialistas para a devida correção.

Nutrição - É na boca que se dá o início da digestão, onde o processo se dá com a sucção ( nos recém-nascidos), 
mastigação e deglutição. É na boca que se dá o início da digestão, onde o processo se dá com a sucção ( nos recém-nascidos), mastigação e deglutição.

Funções Sensoriais

Gustação - A gustação (paladar) nos ajuda a diferenciar os alimentos que ingerimos e associado ao olfato impede a ingestão de alimentos deteriorados, funcionando como um sentido de defesa.

Temperatura - Nos ajuda na percepção dos alimentos muito quentes ou muito frios. Funções de Proteção e Defesa.

Proteção - Esta função é contra os agentes mecanicos, fisicos, quimicos e biológicos. Nos 3 (três) primeiros se realizam na parte anterior da boca detectando as substancias indesejáveis e rechaçassando-as. Na parte posterior provoca o reflexo do vômito.

Defesa - É importante a resistência oral às infecções. Isto se deve a ação de distintos fatores que podem ser agrupados em 3 tipos principais:

Primeira linha de defesa - Reside na mucosa, saliva e a interação microbiana.

Segunda linha de defesa - É celular e tem sua máxima expressão na inflamação e seu mecanismo direto na fagocitose.

Terceira linha de defesa - Se deve a ação dos anti-corpos ou seja a ação imunitária.

Sêde - A sêde é uma sensação complexa que motiva o indivíduo para a ingestão de água. O de maior interesse para nós é a sequidão da mucosa oral (xerostomia) e da faringe pela diminuição da secreção de saliva.

Estado Emocional - O nosso estado emocional se reflete nos movimentos que fazemos com a boca, se estamos alegres sorrimos, se estamos tristes ou irritados deixamos transparecer pela constrição da boca, se estamos com medo apertamos os dentes.

Estado Emocional

No estado emocional evidentemente que a boca não atua isoladamente mas sem dúvida é importante coadjuvante, por isto representamos gráficamente com aquelas carinhas de alegria ou tristeza o nosso emocional, onde o que muda é tão somente a forma da boca. :-) e :-(

Estética - A face pode ser dividida em três partes iguais, o primeiro terço que vai da raiz dos cabelos (para quem os têm...) até um ponto entre as sobrancelhas (na concavidade formada na junção da testa com o nariz), a segunda que vai deste ponto até a base do nariz e a terceira que parte deste ponto até o final do queixo, veja na foto acima que esta simetria é válida. Destas três partes a única que é mutável é justamente o terço final ou seja onde se encontra a boca, quando há modificação deste segmento final a estética começa a ser prejudicada, daqui podemos partir para outra função que tem estreita relação com a estética.

Dimensão Vertical - A dimensão vertical é justamente o terço final do qual falamos no tópico acime e que é responsável pela manutenção da harmonia facial, quando existe perda ou aumento desta dimensão a estética facial fica comprometida. Problemas de oclusão, perdas dos dentes, próteses mal confeccionadas, são os principais fatores desta alteração. Daí a importância de cuidados com os dentes para a manutenção da estética facial.

Disturbios nas ATM - A integridade e o bom estado das ATM (articulações têmporo-mandibulares) depende de uma boa oclusão, vide "bruxismo", portanto é importante o cuidado com os dentes, tanto no aspecto protético quanto no ortodôntico.

Carinho - Esta função é importante no nosso relacionamento afetivo, o beijo de um filho para sua mãe, da mãe para seu filho, a demonstração do amor entre um homem e uma mulher, aí está a boca presente em nosso dia a dia, com suas funções, todas elas importantes como todos os outros órgãos desta máquina perfeita que é o corpo humano.

Telefone: (11) 4123-0022 | Endereço: Rua Rio Branco, nº 451, Centro São Bernardo do Campo - SP | www.odontoabc.com.br Facebook Twitter Linked Canal no Youtube